slide
Read More

Vamos fazer de conta que isso nunca aconteceu…

Resenha
slide
Read More

A Morte do Capitão América

– Resenha Literária
slide
Read More

Mês das Crianças no Escape Hotel

slide
Read More

Festival da Batata e do Milkshake

slide
Read More

Primer Pore Minimizing Smashbox

slide
Read More

Maionese #TodeCacho

Resenha

A Morte do Capitão América – Resenha Literária

a-morte-do-cap

Mais uma resenha literária e dessa vez indicamos outro livro da Série Marvel, A Morte do Capitão América. Confira a resenha completa!

A Morte do Capitão América

STEVE ROGERS ESTÁ MORTO.
O MUNDO ESTÁ EM LUTO.
VIDA LONGA AO CAPITÃO AMÉRICA!

A Morte do Capitão América é um romance adaptado dos quadrinhos de Ed Brubaker e Steve Epting. A história de passa após os acontecimentos de Guerra Civil.

A Morte do Capitão América

O livro e dividido em capítulos e interlúdios. Os primeiros, são vividos pelos protagonistas Bucky Barnes/Soldado Invernal, Sharon Carter/Agente 13, Falcão e Viúva Negra. Os interlúdios criam um paralelo, contando a história pelos vilões. Desta forma, o leitor torna-se quase onisciente. Eu falei quase, pois existem planos arquitetamos pelos malvadões que acabam ficando um pouco mal explicados, então você até entende o que será feito, mas não entende muito bem como isso será feito.

_mg_9901

O título do livro pode até parecer pra você o maior spoiler de todos os tempos, e é (rsrs). Mas o que você precisa saber é que A Morte do Capitão América em si não é o ápice do livro, e sim quais serão as consequências desse fatídico dia.

“No começo, eu era a favor do Ato de Registro. Aquela tragédia relacionada aos heróis que aconteceu em Stamford e que acabou com aqueles garotos mortos me chocou até o fundo do meu ser. Eu nunca tive contato com heróis, com exceção do Capitão e do Falcão. Eu apenas fiquei parada, observando, enquanto Steve criava um movimento de resistência, e o vi lutar com unhas e dentes contra seus melhores amigos. “

_mg_9902

Apesar de a Guerra Civil e o Ato de Registro serem citados no livro, a existência dessa barreira entre heróis registrados e não registrados não chega a ser explorada de maneira muito marcante.

“Bucky olha fixa e morosamente para a tela que mostra Capitão América lutando contra Homem de Ferro. Ele pode ver que nenhum dos dois está se esforçando na luta […]”

Enquanto Bucky e Falcão estão em uma busca desenfreada por vingança pela morte do companheiro, Agente Carter está nas mãos dos vilões. O livro é cheio de cenas de ação e lutas que você consegue imaginar perfeitamente.

“[…]Então mandei para o inferno Tony, a S.H.I.E.L.D e todos eles. O Caveira Vermelha é minha prioridade, e devo mantê-lo sob vigilância.”

AVISO: Este não é um livro sobre o Tony Stark, ele é apenas um coadjuvante, muito poderoso, mas ainda assim um coadjuvante.

_mg_9907

“- Onde isso vai acabar, Steve? Depois que você e Tony Stark matarem um ao outro?”

“Eu considerava Tony Stark o responsável por aquilo. Não tinha sido o Homem de Ferro o ponta de lança para a aplicação do Ato de Registro? Não era o seu traje vermelho e dourado que estava em todos os cartazes? Não foi por culpa de Stark que Steve Rogers tinha sido preso? E agora Stark é diretor da S.H.I.E.L.D, e Steve está esticado em uma gélida maca.”

O livro é cheio de reviravoltas do início ao fim (talvez por isso algumas coisas não fiquem muito explicadas), mas flui bem e cumpre seu objetivo. A leitura é rápida e não muito pesada. Ou seja, pode indicar pro seu filho de 12 anos, ele provavelmente vai curtir e começar a gostar mais de ler.

Obs. O menininho no ponto de ônibus tava querendo muito saber como era o livro, rs.

_mg_9908

“O homem que tinha sido o parceiro adolescente do Capitão América de repente se dá conta de que não poderá trazer Steve Rogers de volta à vida, muito menos ser o herói que o Capitão queria que ele fosse. Mas sabe que pode fazer uma única coisa.”

Como qualquer história em quadrinhos tudo acontece como tem que ser. Num ritmo acelerado e frenético, os vilões elaboram planos gigantescos e malignos (chegar à presidência dos EUA é só um deles), os ideais patrióticos  americanos continuam fortes. Mas afinal, essa ainda é uma história do Capitão América, não é?

Sinopse

Ele foi um herói para milhões de pessoas. Uma inspiração para as forças armadas norte-americanas e personificação dos maiores ideais de sua nação. Ele viveu por seu país – e agora, alvejado a sangue frio, deu sua contribuição final à terra que tanto amou. A morte do herói tem sérias consequências. Falcão, seu parceiro de toda a vida, faz da vingança sua prioridade. Sharon Carter, prisioneira dos capangas de Caveira Vermelha, encontra-se fora de controle. E Bucky Barnes, mais conhecido como Soldado Invernal, precisa se reconciliar com seu passado sórdido, a fim de encarar uma missão que mudará sua vida. Testemunhe a monumental releitura do mito do Capitão América nesta incrível adaptação trazida ao Brasil com exclusividade pela Novo Século.

Autora: Larry Hama
Tradução: Paulo Ferro Junior
Editora: Novo Século
Páginas: 349
Preço Médio: R$39,90

Não deixe de curtir nosso facebookinstagram e twitter pra não perder nada!

Comentários

comments

Designer metida a Valente. Apaixonada por livros, maquiagem, cabelos e cores. Namorada que aguenta as palhaçadas e músicas ruins do Paulo.