slide
Read More

Vamos fazer de conta que isso nunca aconteceu…

Resenha
slide
Read More

A Morte do Capitão América

– Resenha Literária
slide
Read More

Mês das Crianças no Escape Hotel

slide
Read More

Festival da Batata e do Milkshake

slide
Read More

Primer Pore Minimizing Smashbox

slide
Read More

Maionese #TodeCacho

Resenha

Como montar e manter um aquário de água doce.

aquaslide

Você tem vontade de ter um aquário mas acha que é difícil e caro manter um? É mais simples do que você imagina, saiba como montar e manter um aquário de água doce para iniciantes.

_MG_0034

Acredito que o primeiro passo seja Paciência e Planejamento. O que você deseja criar? Quanto tempo tem para se dedicar em conhecer a fauna e plantas que deseja? Quanto de espaço e dinheiro você tem para investir no projeto?

Escolha do Aquário

Para iniciar, sugiro que escolha peixes mais resistentes e plantas menos exigentes, as chamadas Low Tech.

Decidiu qual Fauna e plantas vai inserir? Veja nossa playlist “Minha Fauna” para conhecer as necessidades de cada espécie: https://goo.gl/bapcGc

Guppys,  Platis, Espadas, Molinésias e Paulistinhas são algumas das espécies bem resistentes. Nas plantas, Elódeas, Cabombas, Microsorum e Musgo de Java são boas pedidas.

Quanto maior o aquário, mais fácil será estabiliza-lo e consequentemente mais fácil de cuidar também, ao contrário do que muitos pensam. Portanto, acho que o tamanho mínimo para começar seja entre 50 e 100 litros.

Evite cascalhos e rochas que alterem a composição química da água do aquário ou que sejam pontiagudos. Aquele cascalho colorido não é bem visto no aquarismo pois pode desbotar e soltar tinta na água.  Para iniciar, acredito que substratos inertes como Cascalho de rio, areia de filtro de piscina e basalto sejam interessantes e não alteram o pH (que falaremos mais adiante).  Caso escolha plantas mais exigentes deverá optar também pelo substrato fértil, e se necessário, o uso de CO2.

Se quiser introduzir troncos também lembre-se de trata-los deixando no mínimo duas semanas de molho em água ou ferva ele por aproximadamente 3 horas ou até parar de soltar taninos.

Não se esqueça do Termômetro e Termostato. Aqui em São Paulo a regra de 1w por litro funciona bem mas se sua região for muito fria ou quente, pode variar.

Para a iluminação, escolha luminárias destinadas ao aquarismo. Se não for possível, opte por lâmpadas fluorescentes de 6400k.

Segue Playlist de montagens para referência: https://goo.gl/4dyMp0

Filtro

Uma das partes mais importantes do seu aquário é a filtragem que, deverá ser no mínimo 5x o volume do aquário por hora. Os mais utilizados são:

Hang on (pendurado):

hf

É aquele filtro externo que fica pendurado na parede do aquário, uma bomba aspira a água por meio de um tubo, passando pelas mídias filtrantes e retornando ao aquário. São práticos, eficientes e baratos porém acredito que devam ser utilizados em aquários de até 100l por conta do tamanho limitado para inserir as mídias filtrantes

Canister (reservatório geralmente cilíndrico para estocagem):

201172091042907

Similar ao Hang on, porém com um dimensionamento maior para acomodar as mídias filtrantes em bandejas, prateleiras ou divisórias. Muito utilizados em plantados.

Sump (Recipiente):

23102010282

É um aquário ou reservatório adicional para o qual é transferida a água por meio de gravidade que passa pelas mídias filtrantes e retorna para o aquário por bombeamento. Pode ser integrado ao aquário ou um recipiente adicional. O volume do sump deve ter em média 20% do volume total do aquário. A principal vantagem desse sistema sem dúvida é a manutenção e o custo x benefício.

Depois de escolher o tipo de filtro é hora de introduzir as mídias filtrantes nessa ordem: Perlon (lã acrílica) para filtragem física, Carvão Ativado ou Purigen para filtragem química  e Cerâmicas para filtragem biológica – quanto mais, melhor -.

Para maiores informações sobre filtragem, veja o vídeo:

Ciclagem

Um procedimento importantíssimo que DEVE ser feito antes de introduzir a fauna. A ciclagem é a colonização de bactérias nitrificantes que são responsáveis pela transformação da amônia e nitritos presentes na água. Num aquário recém montado que não possui essa colônia de bactérias, os níveis de amônia, gerada por restos de alimentos ou fezes poderão intoxicar sua fauna.

Basicamente você tem que deixar o seu aquário funcionando e sem fauna. Porém, você deve incentivar a criação da colonia de bactérias em seu aquário com aceleradores de biologia e fontes de amônia.

Veja o vídeo para entender o processo de ciclagem:

É necessário também aclimatar e quarentenar seus novos peixes:

Manutenção e testes

Você precisa realizar, pelo menos,  testes de pH, Amônia e nitrito. O teste de pH é muito importante pois cada espécie vive em uma faixa de pH.

A frequência da TPA varia de acordo com a estabilidade dos parâmetros da água .Se liga em um vídeo que fizemos sobre TPA:

Acredito que , depois de estudar todas essas informações já da pra ter uma ideia de como começar a montar o seu aquário. Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, comenta ai.

Tem aquário? Manda uma foto pra gente lá no nosso GRUPO DO FACEBOOK

 

Fonte: Aquaflux, Aquahobby, Saúde Animal, Aquaonline , Grupo Aquarismo

 

Comentários

comments

Videomaker, Técnico em informática, ex-Sacripanta, Vj da ex-mtv por 15 minutos e o mais importante, namorado da Vanessa, a parte do casal que presta nesse blog!